Arquivo de Notícias

15.08.2015

Maciel Melo canta e conta a sua história

O cantor, compositor e poeta Maciel Melo, de Iguaraci, Pernambuco, lança seu primeiro livro A…
Leia mais

15.08.2015

Magno Martins lança livro que retrata a seca

O ano de 2013 foi marcado por uma das maiores secas que castigou Pernambuco. Após percorrer…
Leia mais

15.08.2015

Antônio Vilaça e Marcos Vinicios Vilaça são os homenageados em Limoeiro

Membro da Academia Brasileira de Letras (cadeira 26), sócio correspondente da Academia das Ciências de…
Leia mais

13.08.2015

A força e o sonho de Umbilina

O jornalista e premiado escritor Cícero Belmar apresenta na I Bienal de Limoeiro o seu livro…
Leia mais

13.08.2015

A literatura confessional de Carrero

O escritor, articulista e jornalista Raimundo Carrero, nascido em Salgueiro (PE), é um dos destaques da…
Leia mais

A força e o sonho de Umbilina

O jornalista e premiado escritor Cícero Belmar apresenta na I Bienal de Limoeiro o seu livro Umbilina e Sua Grande Rival, que já foi destaque do Prêmio Literário Lucilo Varejão, da Fundação de Cultura da Prefeitura do Recife. O romance retrata a história de Umbilina, uma sertaneja que sofreu a maior dor que se pode ter nesta vida ao ver nove dos seus dez filhos serem levados pela morte. Preocupada com o único que sobreviveu, José Maria do Ventrojesus, deseja transformá-lo em personagem da literatura de cordel antes da sua partida. A sessão de autógrafos e papo com o autor será na tarde do domingo, às 16h.

cicero belmar

Umbilina não quer morrer sem ver José Maria imortalizado em versos tal como já o foram João Grilo e Pedro Malasartes. O que a sertaneja não contava era com o desinteresse do poeta pelo filho, afinal, a personagem ideal era a própria Umbilina. O livro é decorado com xilogravuras exclusivas de J.Borges e apresentação de Raimundo Carrero. É uma homenagem à cultura popular e à literatura de cordel, tendo sido fruto de uma longa pesquisa de linguagem e de costumes. “Acho que o sertanejo vive, na prática, o realismo mágico da literatura. Pois, sem acesso às informações, atribui ao Sagrado todos os fenômenos que ele não sabe explicar. O livro Umbilina é cheio de detalhes do catolicismo popular”, afirma Belmar.