Arquivo de Notícias

15.08.2015

Maciel Melo canta e conta a sua história

O cantor, compositor e poeta Maciel Melo, de Iguaraci, Pernambuco, lança seu primeiro livro A…
Leia mais

15.08.2015

Magno Martins lança livro que retrata a seca

O ano de 2013 foi marcado por uma das maiores secas que castigou Pernambuco. Após percorrer…
Leia mais

15.08.2015

Antônio Vilaça e Marcos Vinicios Vilaça são os homenageados em Limoeiro

Membro da Academia Brasileira de Letras (cadeira 26), sócio correspondente da Academia das Ciências de…
Leia mais

13.08.2015

A força e o sonho de Umbilina

O jornalista e premiado escritor Cícero Belmar apresenta na I Bienal de Limoeiro o seu livro…
Leia mais

13.08.2015

A literatura confessional de Carrero

O escritor, articulista e jornalista Raimundo Carrero, nascido em Salgueiro (PE), é um dos destaques da…
Leia mais

Maciel Melo canta e conta a sua história

O cantor, compositor e poeta Maciel Melo, de Iguaraci, Pernambuco, lança seu primeiro livro A Poesia e a Estrada, durante a I Bienal do Livro de Limoeiro. São 190 páginas, que trazem a trajetória desse nordestino que vive intensamente o Sertão, seus personagens, histórias e paisagens.

A obra é uma autobiografia, que foge da forma convencional e linear de se contar a vida de alguém. A métrica diferente, os causos e histórias sobre a sua terra são gostosos de ler. “Em momento algum tive a pretensão de ser escritor. Mas tudo se pode quando se quer. O que se lê no livro está repleto da mais pura sinceridade”, avisa o autor.

A biografia foi escrita ao longo de três anos e conta a vida do nordestino e do artista, a infância difícil e a sua poesia. “Queria colocar em prosa o Sertão onde nasci e vivi. Eu escrevia e guardava textos, então resolvi reunir tudo num livro, contando minhas histórias. Trago todas as lembranças dos personagens da minha vida, como Frei Damião, Lampião, Padre Cícero e tantos outros. Falo também da religiosidade do povo sertanejo”, explica.

Maciel Melo tomou gosto pela escrita. “Já estou escrevendo um romance há dois anos, sem prazo”, avisa. O cantor participa da I Bienal do Livro de Limoeiro com uma apresentação em forma de recital na noite do sábado (15). “Gosto do público que frequenta feiras de livros. É diferente porque além de ser um ambiente mais intimista, o povo gosta de ouvir poesia”, finaliza o artista.