Arquivo de Notícias

15.08.2015

Maciel Melo canta e conta a sua história

O cantor, compositor e poeta Maciel Melo, de Iguaraci, Pernambuco, lança seu primeiro livro A…
Leia mais

15.08.2015

Magno Martins lança livro que retrata a seca

O ano de 2013 foi marcado por uma das maiores secas que castigou Pernambuco. Após percorrer…
Leia mais

15.08.2015

Antônio Vilaça e Marcos Vinicios Vilaça são os homenageados em Limoeiro

Membro da Academia Brasileira de Letras (cadeira 26), sócio correspondente da Academia das Ciências de…
Leia mais

13.08.2015

A força e o sonho de Umbilina

O jornalista e premiado escritor Cícero Belmar apresenta na I Bienal de Limoeiro o seu livro…
Leia mais

13.08.2015

A literatura confessional de Carrero

O escritor, articulista e jornalista Raimundo Carrero, nascido em Salgueiro (PE), é um dos destaques da…
Leia mais

Nelson Ferreira: o dono da música

angela

Jornalista Ângela Fernanda Belfort relata histórias desde o início da carreira do compositor de Evocação nº 1 Século 20, década de 20, tempos de cinema mudo, quando o maestro Nelson Ferreira se apresentava nas orquestras, ajudando o público a mergulhar nas histórias contadas na telona. Nos dez anos seguintes, o músico ingressava na Rádio Clube, a única emissora do Estado.

Posteriormente, foi diretor artístico da gravadora Rozenblit, primeira a se instalar fora do Sudeste. Essas e outras memórias do início da carreira de Nelson Ferreira são relatadas pela jornalista Ângela Fernanda Belfort nas páginas de Nelson Ferreira: o Dono da Música, que será lançado no domingo (16), às 16h, na I Bienal do Livro de Limoeiro.

O livro revive a história do Recife e do frevo a partir da vida de um de seus maiores expoentes, o autor de Evocação nº 1, uma das músicas mais gravadas no Estado. Segundo Ângela, Nelson Ferreira foi o dono da música no Recife durante mais de cinco décadas, dos anos 20 aos anos 70. “Falar de Nelson foi também contar um pouco da história recente do Recife e do frevo”,  argumenta a autora.

Nelson nasceu em 9 de dezembro de 1902 e faleceu em 2 de dezembro de 1976. A obra assinada por Ângela é a segunda a ser produzida. A primeira foi escrita pelo cunhado do músico, o professor Walter de Oliveira, tendo sido publicada em 1985 e atualmente com edição esgotada. O desejo de escrever sobre Nelson veio justamente dessa carência de livros sobre o compositor.

“A  ideia de escrever um livro sobre Nelson surgiu quando estava fazendo com o colega José Teles um caderno sobre os cem anos do frevo. Tentei comprar um livro para conhecer mais da história do maestro, como não achei, pensei em escrever um”, conta.  Ângela respira o frevo desde a infância. A mãe é apaixonada pelo ritmo. “Como quase todo mundo que mora em Olinda, ela tinha um bloco de Carnaval que desfilava pelas ruas da Cidade Alta.”

Antes de lançar a obra, Ângela realizou uma série de entrevistas com familiares e estudiosos da obra do compositor. Levou quase dois anos, incluindo mais de um ano de pesquisa, até que finalmente o material fosse publicado. “Estou muito feliz em apresentar o Dono da Música numa cidade do interior. Acredito que  mais eventos apresentando livros e discutindo literatura produzem uma sociedade melhor e mais interessante. Como disse o Papa Francisco, o que vai fazer o mundo avançar é a cultura do encontro, na qual cada um tem algo a apresentar da sua vivência e a aprender com a cultura dos outros”, acrescenta.

AUTORA – Ângela Belfort é repórter da editoria de Economia do Jornal do Commercio, onde trabalha há 17 anos. Ganhou 18 prêmios, incluindo um Esso (2001), três CNH de Jornalismo Econômico (2001, 2003 e 2005), um Porto Digital (2010),  um CNI de Inovação (2013) e o primeiro lugar no Prêmio Fecomércio de Jornalismo de Pernambuco (2015).